Nos 151 anos de emancipação política, Salgueiro é destaque no futebol, na redução da violência e na valorização da mulher e da cultura regional

18/04/2015 20:34

Momentos históricos para o futebol local, incentivo às lutas femininas, valorização dos artistas da sanfona e redução nos índices de violência marcam os 151 anos de emancipação política de Salgueiro, completados no próximo dia 30 de abril.

 

Destaque no estado de Pernambuco como cidade de paz, atendendo aos parâmetros estabelecidos pela Organização das Nações Unidas – ONU, no quesito taxa de homicídios, o município chega a esse patamar com ações pontuais na área da segurança pública e da assistência social realizadas, paralelamente, a investimentos em setores como o esporte.

 

É por todo esse esforço, que, nos dias 19 e 22, as mídias estadual e nacional estarão voltadas para o Salgueirão, estádio com capacidade para 12.963 pessoas, um dos mais estruturados do interior de Pernambuco, e que receberá dois clássicos do futebol, com o Carcará enfrentando, respectivamente, o Sport, do Recife, às 16h, e o Flamengo, do Rio de Janeiro, às 22h, pela Copa do Brasil.

 

Fato marcante, não só para Salgueiro, mas para a região sertaneja, que mostra o seu potencial, enfrentando os times da Capital e do Sudeste do País, o primeiro, uma vez campeão, nesse mesmo torneio, e o outro, tricampeão.

 

A força da mulher salgueirense, também, marca os 151 anos de emancipação política e integra a redução dos índices da violência. Iniciativas de promoção da igualdade de gênero e da autonomia feminina, na sociedade, são premiadas, anualmente, pela Medalha Lucila Angelim. Em sua 13ª edição, o evento, organizado pela Prefeitura de Salgueiro, por meio da Coordenadoria da Mulher, acontecerá na Câmara de Vereadores, no dia 25, às 19h, homenageando pessoas físicas e jurídicas indicadas pela própria comunidade.

 

Nada mais representativo para a liberdade de um povo do que a preservação de sua identidade cultural. A Prefeitura de Salgueiro, através da Secretaria de Cultura e Esportes, reconhece a importância do respeito às raízes nordestinas e realiza, pelo sétimo ano consecutivo, o Festival da Sanfona, na Casa do Sanfoneiro.

 

Em 29 e 30 de abril e 1º de maio, sempre às 20h, 24 sanfoneiros competirão, nas categorias sanfona livre, oito baixos e infanto-juvenil.

 

Na noite de abertura, ao final da primeira eliminatória, o público assiste ao show de Epitácio Pessoa; na segunda noite, de Joquinha Gonzaga; e, no encerramento do Festival, de Waldonis e dos campeões, eleitos pelos jurados.

Os sanfoneiros, ainda, poderão participar de um bate-papo especial com Waldonis, no dia 1º de maio, às 18h, na Casa do Sanfoneiro, com entrada gratuita.

 

ASCOM

Voltar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

© 2013 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátis

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!